Na passada quarta-feira, Ralph Hudson, um norte-americano de Tusa, Estado de Oklahoma, ficou com o seu Mercedes Classe C preso na parede do estacionamento do edifício do «Bank of America».

O condutor de 67 anos explicou que o seu pé ficou preso nos pedais do travão e acelerador quando estava a estacionar o automóvel. Ao acelerar em marcha atrás, Hudson acabou por derrubar a parede da garagem, ficando com a traseira do veículo de fora do edifício.

Os automóveis estacionados junto ao prédio do «Bank of America» ficaram danificados devido à queda dos tijolos provenientes da parede do edifício mas, de acordo com a polícia municipal, não foram apresentadas quaisquer queixas ou processos contra Hudson.

Na passada quarta-feira, Ralph Hudson, um norte-americano de Tusa, Estado de Oklahoma, ficou com o seu Mercedes Classe C preso na parede do estacionamento do edifício do «Bank of America».

O condutor de 67 anos explicou que o seu pé ficou preso nos pedais do travão e acelerador quando estava a estacionar o automóvel. Ao acelerar em marcha atrás, Hudson acabou por derrubar a parede da garagem, ficando com a traseira do veículo de fora do edifício.

Os automóveis estacionados junto ao prédio do «Bank of America» ficaram danificados devido à queda dos tijolos provenientes da parede do edifício mas, de acordo com a polícia municipal, não foram apresentadas quaisquer queixas ou processos contra Hudson.

Assine Já

Edição nº 1458
Já nas bancas

Digital Papel

Top

Os mais recentes